TEMA DE REDAÇÃO | A obsolescência programada e os impactos ao meio ambiente

A partir da leitura dos textos de apoio abaixo, escreva uma dissertação na qual você argumente sobre o seguinte tema: A obsolescência programada e os impactos ao meio ambiente. Caso julgue necessário, busque outros textos de apoio.

Não deixe de fazer o seu brainstorm -> esqueleto -> rascunho.

Se você está preparando para o ENEM, o ideal é que escreva a sua redação com base nas instruções abaixo, extraídas/adaptadas da prova de 2018:

  • A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.
  • O seu texto deve ter entre 7 e 30 linhas. Menos que 7 torna o texto “insuficiente”.
  • Cuidado para não fugir ao tema e não deixe de atender ao tipo dissertativo-argumentativo.
  • Cuidado para não apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

 

TEXTOS DE APOIO

Texto 1

Trata-se de uma estratégia de empresas que programam o tempo de vida útil de seus produtos para que durem menos do que a tecnologia permite. Assim, eles se tornam ultrapassados em pouco tempo, motivando o consumidor a comprar um novo modelo. Os casos mais comuns ocorrem com eletrônicos, eletrodomésticos e automóveis. É algo relativamente novo: até a década de 20, as empresas desenhavam seus produtos para que durassem o máximo possível. A crise econômica de 1929 e a explosão do consumo em massa nos anos 50 mudaram a mentalidade e consagraram essa tática. (…) A troca regular de produtos aumenta a produção de lixo. E o lixo eletrônico contém metais pesados que podem contaminar o ambiente. Além disso, a obsolescência programada estimula a produção, o que gera mais gastos de energia e de matérias-primas, além da emissão de poluentes. [Leia o texto completo]

(O que é obsolescência programada? Superinteressante, julho/2018)

Texto 2

Além de forçar a população a comprar cada vez mais, a obsolescência programada causa um outro problema: o acúmulo de lixo eletrônico. Anualmente, cerca de 215 mil toneladas de aparelhos eletrônicos provenientes dos Estados Unidos e da Europa são despejados em Gana, sendo que, na região de Agbogbloshie, 129 mil toneladas de resíduos são acumulados todos os anos, fazendo com que essa região ficasse conhecida como “o lixão do mundo”. (…) O descarte indevido de equipamentos eletrônicos favorece a contaminação do solo, da água e do ar, graças a seus metais pesados e substâncias tóxicas, que acabam afetando também plantas, animais e nós, humanos. Metais como chumbo, cádmio, cobre, bromo e níquel fazem parte desses componentes, e uma grande quantidade desses metais no meio ambiente pode causar problemas como feridas, cânceres, doenças respiratórias e demência. [Leia o texto completo]

(Uma análise da obsolescência programada e o acúmulo de lixo eletrônico no mundo. CanalTech, outubro/2017)

Texto 3

De acordo com levantamento feito pela ONU (Organização das Nações Unidas), cada ser humano descarta em média, 7 Kg de resíduos eletrônicos todos os anos.

Cerca de 48,9 milhões de toneladas de dispositivos elétricos são jogados fora todos os anos. A estimativa é de que a montanha de rejeitos aumente 33% até 2017, quando espera-se que o planeta atinja a marca de 65,4 milhões de toneladas de aparelhos descartados anualmente. [Leia o texto completo]

(Obsolescência Programada e o Impacto no Meio Ambiente. HypeVerde, março/2019)

Texto 4

A História Secreta da Obsolescência Programada (documentário)

Texto 5

iDiots (animação)

 

Boa produção!

Um abraço,
Equipe Redação Nota Dez

 

 

* A imagem utilizada nesta postagem foi extraída do site HypeVerde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *